Quais são os sintomas da síndrome de Guillain-Barré?

Síndrome de Guillain-Barré

Quais são os sintomas da síndrome de Guillain-Barré?

março 28, 2024
Junte-se a mais de 100 mil pessoas

Entre para nossa lista e receba conteúdos, presentes, brindes exclusivos com prioridade

A síndrome de Guillain-Barré é uma condição neurológica que pode se manifestar de várias maneiras. Neste artigo, vamos explorar os sintomas mais comuns associados a essa síndrome, ajudando a entender melhor os sinais que podem indicar a presença dessa condição.

Visão geral da síndrome de Guillain-Barré

A síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune em que o sistema imunológico ataca os nervos periféricos do corpo, levando a fraqueza muscular, dormência e outros sintomas neurológicos. Os sintomas geralmente começam de forma aguda e podem piorar rapidamente.

Sintomas motores

Fraqueza muscular

A fraqueza muscular é um dos sintomas mais comuns da síndrome de Guillain-Barré e geralmente começa nas pernas e se espalha para os braços e o tronco. A fraqueza pode variar de leve a grave e afetar a capacidade de caminhar, mover os membros e realizar atividades diárias.

Paralisia

Em casos mais graves, a fraqueza muscular pode progredir para paralisia, afetando a capacidade do paciente de se mover voluntariamente. A paralisia pode ser temporária ou permanente, dependendo da gravidade da síndrome e da resposta ao tratamento.

Sintomas sensoriais

Dormência e formigamento

Dormência e formigamento nas mãos, pés e outras áreas do corpo são sintomas comuns da síndrome de Guillain-Barré. Esses sintomas são causados ​​pela interferência na transmissão de sinais nervosos sensoriais devido à inflamação dos nervos periféricos.

Dor

Algumas pessoas com síndrome de Guillain-Barré podem experimentar dor muscular ou dor neuropática, que pode variar de leve a intensa. A dor geralmente é descrita como aguda, lancinante ou queimação, e pode piorar com movimentos ou pressão.

Sintomas autonômicos

Instabilidade da pressão arterial e frequência cardíaca

A síndrome de Guillain-Barré pode afetar o sistema nervoso autônomo, responsável pelo controle automático de funções corporais como pressão arterial e frequência cardíaca. Isso pode levar a flutuações na pressão arterial, taquicardia ou bradicardia.

Problemas respiratórios

Em casos graves, a fraqueza muscular pode afetar os músculos respiratórios, levando a dificuldades respiratórias, falta de ar e até mesmo insuficiência respiratória. Isso é uma emergência médica e requer atenção imediata.

Sintomas adicionais

Dificuldades de deglutição e fala

A fraqueza muscular também pode afetar os músculos utilizados para engolir e falar, resultando em dificuldades de deglutição, disartria (dificuldades na articulação das palavras) e disfonia (alterações na qualidade da voz).

Fadiga e fraqueza geral

A síndrome de Guillain-Barré pode causar fadiga extrema e fraqueza geral, afetando a capacidade do paciente de realizar atividades cotidianas.

FAQ sobre a síndrome de Guillain-Barré

A síndrome de Guillain-Barré é contagiosa?

Não, a síndrome de Guillain-Barré não é contagiosa. É uma condição autoimune que não pode ser transmitida de pessoa para pessoa.

Quais são as possíveis complicações da síndrome de Guillain-Barré?

As complicações da síndrome de Guillain-Barré podem incluir paralisia respiratória, disfunção autonômica, infecções secundárias e problemas de longo prazo, como fraqueza muscular persistente e dor neuropática.

Conclusão

A síndrome de Guillain-Barré é uma condição neurológica grave que pode causar uma ampla gama de sintomas, incluindo fraqueza muscular, dormência, formigamento, problemas respiratórios e disfunção autonômica. Reconhecer esses sintomas precocemente é crucial para um diagnóstico e tratamento adequados.

Aviso legal: Este artigo tem finalidade informativa e não substitui a consulta profissional de um médico ou neurologista. Procure sempre o aconselhamento de um profissional qualificado para o diagnóstico e tratamento de qualquer condição médica.